Gavestudio – Home Estúdio

Talvez os senhores e as senhoras que acompanham o Gavestúdio não saibam, mas eu – Rapha Oliveira – também dou meus “pulos” quando preciso gravar alguma coisa, seja música, podcast, vinhetas, dentre outros. Pode parecer, mas não é tão simples assim. Afinal, para nós que temos pequenos Home Estúdios, o que vale é gastar pouco e obter o melhor resultado possível. Nesse Gavestúdio você vai conferir algumas dicas para melhorar gravações.

Para começar precisamos saber o que pretende ser feito. Vamos separar por tópicos, e, neste primeiro, daremos um enfoque para aqueles que queiram montar uma estrutura para gravar algum podcast, ou programa de WebRádio.

1) Gravação de Podcast ou Web Rádio:

Os tipos de programas podem variar de acordo com a proposta do Podcast, ou da rádio. Porém, para os dois acontecerem, vamos precisar de um programa que capte o som que é falado no seu computador.

Atrás do seu gabinete, ou em algum lugar do seu notebook, existem umas entradas/saídas de som que são no padrão P2, se você estiver usando gabinete (PC), são aquelas três entradas/saídas que ficam na parte de trás nas quais você liga sua caixinha de som, seu microfone e a Entrada de Linha do PC.

Com o microfone ligado em sua respectiva entrada (conector rosa), verifica-se seu funcionamento. Será necessário um Software que capte o som do mesmo (alguns disponíveis para baixar ou comprar são: Cubase, Sonar, Cool Edit Pro, dentre outros).

Existe, na central de controle de som do Windows, uma opção de “boost” para o microfone, que se você ativar dará ao som mais Gain, e assim você terá um volume maior. Mas é preciso ter cuidado pois, aumentando muito o volume, o som distorce e, conseqüentemente, a gravação da voz também. Caso isto ocorra, será necessário abaixar o volume do microfone e compensar no momento em que for gravada a voz, diretamente no controle do Software.

Essa é a forma mais básica de se gravar um programa. Você fala e carrega as faixas de músicas que poderão ser utilizadas durante o programa em outra faixa. Faixas são as diversas “linhas” da gravação. Na primeira faixa estará sua voz e na segunda faixa podem ficar as músicas que serão executadas, ou as que irão fazer parte da trilha sonora enquanto você fala. Para um melhor entendimento do que são estas faixas confiram a imagem:

Os detalhes em verde na imagem são as faixas. No momento da “Mixagem”, todas serão unidas, transformando-se num só seguimento em uma única linha.

Por exemplo, o seu podcast favorito, o Gavestática, é gravado de uma forma semelhante, com uma pequena diferença: cada integrante grava a sua “faixa” individual e separada nas suas casas, depois, quem vai editar e mixar, une todas as gravações, inclui a trilha sonora, os efeitos, as vinhetas e Mixa para uma única faixa. O resultado final vocês já ouviram várias vezes nos episódios do nosso querido podcast.

Essas são as maneiras mais simples de usar seu Home Estúdio, e repare que você não precisou de mais nada além de um PC e de um microfone. Em uma outra oportunidade, falarei um pouco melhor sobre alguns microfones. No caso de gravação de podcasts você pode utilizar esses microfones de PC que tem uma base, ou aqueles que tem fone de ouvido. É só comprar algum de uma boa marca e que não comprometa o som que é gravado, eu aconselho microfones da marca Leadership e Microsoft, que têm uma relação custo x benefício muito legal.

2) Gravação de Músicas:

Para este próximo tópico precisamos entender que, como estamos gravando uma música, a qualidade do áudio deve ser um pouco melhor.

a) Gravação de Voz:

Para gravar a voz, aquele seu velho microfone de PC pode já não ser o suficiente, pois vai interferir na hora de uma gravação com uma qualidade melhor. Também é complicado gravar sem algum aparelho que amplifique o som do microfone. Antes de chegar ao seu computador ou notebook, o som precisa estar com uma maior definição, também é necessário que a voz seja “equalizada”. Você pode utilizar o próprio equalizador do seu Software de gravação, e alguns efeitos podem ser colocados na voz, como um “Reverb” (que dá amplitude e profundidade à voz) e um Eco curto (que deixa a voz “redondinha” e encaixada na gravação).

O ideal é ter um conjunto de: 1 microfone de boa qualidade, 1 Pré Amplificador que aumente o sinal do microfone e o deixe mais definido, e 1 Equalizador que pode até ser o do seu Pré-Amplificador.

Com este conjunto de itens é muito provável que você tenha um resultado muito bom nas suas gravações de voz para uma música.

Microfones da marca Leson são muito bons e com preços acessíveis, algumas marcas mais famosas e de qualidade superior, caso o orçamento caiba no seu bolso, são: Shure e Sennheiser.

Pré-amplificador você pode utilizar alguns da marca Behringer, que são de boa qualidade.

Mas lembre-se que, para se ter um som de qualidade, 50% depende do equipamento e 50% do bom senso na hora de equalizar, mixar, editar.

b) Gravação de Instrumento:

Para gravação de instrumento é aconselhável que você use a entrada de LINHA do seu PC, que pode ser identificada na cor Azul. Esta entrada já tem uma impedância compatível com a dos instrumentos e assim será obtido um resultado melhor na hora que for gravar.

Assim como no caso do microfone, você precisa amplificar e balancear o som que vai ser gravado. A pedaleira pode ser utilizada para amplificar o som do seu instrumento. Ela já vem com os efeitos que você precisa para a música. Hoje em dia algumas vêm com uma função chamada “Direct Box” que serve para amplificar e balancear o som captado pelo PC, deixando-o processado e pronto. Com isso, o Software só tem o trabalho de captar a gravação. Algumas pedaleiras como a Vamp 2 da Behringer e POD da Line 6 já vem com opções de gravação com Pré-Amplificador e Direct Box, inclusive simulações de Amplificadores de marcas famosas como Fender, Mesa Boggie e Marshall que vai deixar sua gravação com uma qualidade muito legal.

Caso você não tenha esses multi recursos você pode apenas ter seu pedalzinho de distorção, mas para que você possa gravar numa qualidade legal, é bom que você tenha um direct box, que também é vendido separadamente mas que é muito últil. E utilizar os equalizadores do Software para ir regulando e ajustando os volumes os médios, graves e agudos, e também o volume que segue na mesma linha do microfone que se deixar muito alto a gravação distorce e fica uma porcaria, mais uma vez, use o bom senso.

Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

Sem comentários ainda para “Gavestudio – Home Estúdio”

  1. Anderson Borges disse:

    quando fiz o curso de audio o meu professor quase dava um troço quando se fala em Leson, ele maqueia muito o som, mas há quem goste, eu pessoalmente dos mais baratos prefiro um chamado Pro sound, que tbm é barato e acho melhor que o leson

  2. Diego Flyfish disse:

    Rapha mandou bem no assunto e na voz.

    Não sei como um cara com uma voz tão feia consegue cantar tão bem!

    * Palmas *

    Hehehe

  3. Rapha disse:

    Realmente Anderson…Leson é uma opção mais barata…essa marca que voce citou eu não conhecia…Mas existem outras marcas que são legais tbm e baratas…

    SKP
    Vokal

    São interessantes.

  4. Rapha disse:

    Fly!

    ahahahahhahaha, poxa Fly valeu…e olha que nem usei o Pro Tools…o famoso Photoshop da voz…ahahahah

    Aliás nunca mexi com tal recurso…ahahah

    • Gabriel teixiera disse:

      cara vc é foda, cantou essas musicas de um jeito original e ainda fez uma propaganda sobre si mesmo usando seus instrumentos e equipamentos…

      vc tem futuro xD

  5. Rapha disse:

    Gabriel…

    Pow velho valeu mesmo…bom que tú curtiu, e que sirva de incentivo cara para produções da galera que curte o Gavestúdio!

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution