Gavestúdio: L’Arc~En~Ciel

READY STEADY CAN’T HOLD ME BACK, READY STEADY GIVE ME GOOD LUCK, READY STEADY NEVER LOOK BACK, LET’S GET STARTED READY, STEADY, GO!    -L’arc~En~Ciel, READY, STEADY, GO!-

Photobucket

Capa do álbum Awake

Além de jogos irados, desenhos violentos (cujos personagens têm olhos grandes e as mulheres quase sempre são peitudas) e uma tecnologia avançada, os japoneses também se destacam na área musical, mais até do que muitos imaginam.

Quem é do ramo sabe que marcas japonesas, como Ibanez e Yamaha, são quase sempre sinônimos de ótima qualidade. Os made in japan somente são superados pelos americanos, em apenas alguns casos. O Japão também é um grande consumidor musical, várias bandas lançam seus CDs primeiro lá, ou então lançam edições especiais que só são comercializadas lá, ou só vem à tona algum tempo depois para o resto do mundo. E, se você acha que música japonesa não passa de um monte de gente vestindo quimono, com pó de arroz na cara e tocando instrumentos estranhos, você está muito enganado.

PhotobucketFalaremos hoje sobre a banda japonesa chamada L’Arc~En~Ciel (ラルク アン シエル), ou Laruku (ラルク), como é chamada. O L’Arc~En~Ciel. É uma banda formada por quatro integrantes: Hyde (Vocal), Tetsu (Baixo), Yukihiro (Bateria) e Ken (Guitarra). A banda tem quase 20 álbuns, vários singles lançados e foi considerada pela Organização Japonesa de Cultura, como a maior banda japonesa de todos os tempos em 2007.

Com uma linha musical que se aproxima do que nós podemos denominar de pop rock, o som da banda é repleto de sintetizadores, drives e efeitos diversos, sempre embalados por letras altamente filosóficas e poéticas. Essas são as características mais marcantes dos lançamentos entre 1992 e 2003. Em 2004, após uma pausa de quase dois anos, retornam com o lançamento do álbum “Smile”; as músicas agora perdem um pouco das características anteriores e passam a ter um estilo mais ocidental. O som se torna mais pesado e a banda passa a ter mais letras em inglês, utilizando menos os sons sintetizados e os “metais” (trombone, trompete, sax, etc.), e, apostando um pouco mais nos drives e riffs.

PhotobucketO L’Arc~En~Ciel traz um tipo de música realmente única, nunca ouvi nenhum tipo de banda com a mesma linha, nem mesmo dentro do próprio J-Rock. A banda traz músicas muito bem trabalhadas e sempre aproveita bem o talento de seus integrantes. As linhas de guitarra do Ken sempre trazem alguma coisa inovadora dentro do som da banda, ele utiliza diversas combinações de drives e efeitos, sempre com uma combinação diferente pra cada música. As linhas de baixo feitas por Tetsu vem muitas vezes no estilo walking bass¹. Tetsu também se utiliza muito de slides² nas músicas, tudo sempre com muito bom gosto. Como o estilo musical do L’Arc~En~Ciel sofreu algumas variações, o mesmo ocorreu com as linhas de bateria executadas por Yukihiro, sempre bem tocadas e nunca com exagero. O vocal tem como característica marcante o modo melódico de cantar de Hyde, que dá um clima sombrio e sentimental a algumas músicas da banda. Fato curioso sobre o som do L’Arc~En~Ciel é que, em algumas músicas, é difícil distinguir o sentimento que ela transmite, ou seja, se ela é alegre ou triste, mesmo conhecendo sua letra.

Não é de se estranhar que uma banda como o L’Arc~En~Ciel tenha participado de várias trilhas sonoras de animes, segue a lista:
“The Fourth Avenue Cafe” Photobucketfoi usada como canção de encerramento de Rurouni Kenshin; “Blurry Eyes” como a abertura de DNA²; Niji como a música tema do filme de Rurouni Kenshin; “READY STEADY GO”, como a segunda abertura de Full Metal Alchemist; “Driver’s High” como primeira abertura de GTO (Great Teacher Onizuka); “DAYBREAK’S BELL” como primeira abertura de Gundam 00; “Shine” como abertura do anime “Seirei no Moribito” e “Link” como abertura de FullMetal Alchemist: Conquistadores de Shambala com “LOST HEAVEN” no encerramento.

Links:

Abertura de fullMetal Alchemist

FullMetal Alchemist: Conquistadores de Shambala:  Abertura

Abertura D.N.A²

Encerramento de Rurouni Kenshin (Samurai X)

Abertura Gundam 00

Clipes:

Geralmente os clipes de música japonesa são ruins, exageradamente dramáticos na maioria das vezes. Porém o L’Arc~En~Ciel são uma pequena exceção. Seus clipes geralmente são regulares e até divertidos, mas da perspectiva cinematográfica musical, os japoneses estão um pouco longe dos ocidentais

Site Oficial

MySpace

Fansite Brasileiro

_

1: A técnica do baixo andante é típica de um baixo que não para de tocar, com uma contínua pulsação como se estivesse a andar pela música toda, e, que passeia entre as notas que cantam a melodia, como em uma progressão harmônica
2: Slide é a técnica em que uma nota é tocada e então seu dedo desliza até outra nota.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

11 Comentários para “Gavestúdio: L’Arc~En~Ciel”

  1. Flyfish disse:

    Bem, diferente da última banda que você postou (Avenged Sevenfold), essa já não me interessou muito… Cara, eu admiro a cultura japonesa em muitos aspéctos (costumes, arquitetura, comida, animações, games…), mas o musical certamente não é um deles… Tirando, claro, a qualidade dos equipamentos, como você mesmo comentou (Yamaha é uma marca muito boa mesmo).

    Já me apresentaram uma meia dúzia de bandas japonesas, mas não consigo gostar do tipo de som… Acho tudo muito parecido. As únicas músicas japonesas que realmente gostei, foram umas 2 de Cavaleiros do Zodiaco, mas acho que mais por eu ser fã do anime do que pelo sim em sí…

  2. Flyfish disse:

    Hahaha… Velhoman, não entendi bem a relação com a postagem do Anderson, mas eu tenho que dizer uma coisa…

    Esse clipe é bizarramente foda! Hahaha Destaque para o sujeito careca escroto.

    Anotado para futuras trilhas de Gavestáticas.

  3. Fábio disse:

    Pela minha preferência por percussão, acho Taikô bastante interessante. Ah, também existem bons filmes japoneses, vide Kurosawa (não pensaram em Godzilla neh?)

  4. Achei muito competente a análise feita com o L’arc. Particularmente eu prefiro ainda coisas como Dir En Grey, por exemplo.
    Uma coisa nessas bandas é que o visual é tão importante quanto a própria concepção musical.
    Um grupo que eu acho bem interessante é o The Candy Spooky Theatre. Deem uma procurada nele.

  5. Tarta disse:

    Não conhecia a banda, realmente tem um som de qualidade mas não baixaria pra escutar.

    Música japonesa mesmo só em abertura de Anime.

  6. Velhoman disse:

    A intençao foi essa fly.. adorei a banda japonesa..ultimamente n tenho curtido muito as bandas japonesas.. mas ate q essa é boa..tirando q o vocal é meio ” estranho” .. mas tudo bem.. o som é o q faz a arte

  7. Aiken Frost disse:

    Eu gosto do vocal dessa banda. Conheci ela justamente pela abertura do Great Teacher Onizuka. Tem muita banda japonesa que eu gosto e tal, mas geralmente eu paro de gostar quando vejo a cara dos sujeitos… Bando de viadinhos. ¬¬

    Mas boiolagem à parte, tem umas bandas bem copetentes no japão. Yellow Monkeys é foda, Yoko Kano é simplesmente DO CARALHO, Buck Tick, que tem uma performaticidade bem gay, também é muito boa e o vocal é foda em todos os níveis.

  8. Flyfish disse:

    Cara… Agora que pensei melhor, na verdade eu gosto de muita música japonesa, mas não dessas bandas em sí… Falo pelas trilhas sonoras de games, que na grande maioria das vezes são composições japonesas…

    O tema de Mario Bros, por exemplo, é eterno! =]

  9. Bia disse:

    Várias vezes já tinha ouvido falar deles viu. Já vi umas performances e uma música. Achei legal (E olha que ultimamente ando voltando pras coisas japonesas xD).

    Não curto muito o vocal dessas bandas de jrock tipo visual kei, se é que me entendem. Se alguém conhecer alguma banda de jrock com instrumental tipo visual kei mas com vocal “normal” me avisem.

  10. Anderson disse:

    normal é meio vago pra mim rsrsrs mas vou seguem duas bandas uverworld ( que é um tipo de nu metal meio melodico oO) e showtaro morikubo que fez a abretura de Megaman x6
    http://www.youtube.com/watch?v=mJBQsU2cOmQ
    http://www.youtube.com/watch?v=_aHVfp97nxM

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution