Tomo da Traça: Highschool of the Dead

Zumbis + Colegial + Garotas = Highschool of the Dead!
Gakuen Mokushiroku; Highschool of the Dead (conhecido pela abreviação H.O.T.D.) ou, se preferirem, Colegial dos Mortos; é um um mangá, escrito por Daisuke Sato e desenhado por Shouji Sato. Sua publicação teve início em setembro de 2006 na revista Dragon Age, e, até o momento, já temos quase 7 volumes encardenados (no Brasil temos até o vol 6).
Agora, vamos falar da história. De modo original, HOTD começa com uma bela manhã, onde tudo parecia normal, assim como em qualquer outro dia. O jovem estudante Takashi Komuro observa um alvoroço no portão da escola. Um dos professores tenta expulsar o causador de tanta confusão e é mordido, outros professores buscam ajudá-lo, mas tempos depois ele se levanta e os ataca. Vendo isso, Takashi corre pela escola atrás de sua amiga, e amor platônico, Rei Miyamoto e o namorado dela Hisashi Igou, que também é seu melhor amigo. Juntos, eles decidem ir ao telhado evitando o caos que se tornará na escola (essa foi a infecção mais rápida que eu já vi). Em outro local do colégio, o nerd Kouta Hirano, e a menina que se intitula ser um gênio, Saya Takagi, começam a se armar e buscar uma rota de fuga. Com uma katana, outra aluna, Saeko Busujima, também começa a guerra contra os mortos vivos e se encontra com a enfermeira peituda da escola, Shizuka Marikawa. Mais tarde, eles se encontram formando um grupo. No começo o enredo fica em torno da fuga da escola, posteriormente eles começam a vagar pelas ruas da cidade, percebendo que o caos não era apenas no Japão, mas no mundo inteiro.
Essa série, apesar de possuir os traços trash de todo filme que se preze de zumbis, tem uma história que se desenrola muito bem, introduzindo questões em relação a sociedade, o quanto os sobreviventes se tornam perigosos e a total (ou parcial) mudança dos códigos morais. Claro que, até hoje, não encontrei um filme, livro, HQ, mangá de zumbis que não coloque algum desses temas, se não todos, em pauta. Mas esse mangá não tem aquele teor sombrio e real da série, The Walking Dead, de Robert Kirkman. Ao contrário, tem humor. Nada que se compare aos filmes no estilo de: “A Noite dos Mortos Vivos”. É um estilo denominado ecchi (que pode ser traduzido como obsceno ), que não me agrada, embora não seja muito explícito na série, a ponto de chocar, mas muitas cenas abusam do erotismo.
Se eu aconselharia HOTD? Bom, para uma série de zumbis, mostrou-se bastante original, pois, desta vez, vemos o lado das crianças, coisa que ainda não foi aproveitada pelas demais séries. Além disso, posso dizer que os traços do mangá são excelentes, o autor criou uma história bem feita e organizada, que não deixa pontas soltas e traz a cada volume uma grande quantidade de informações, históricas, bélicas e patológicas que dão um ar a mais. Claro que se fosse escolher entre HOTD e The Walking Dead, eu ficaria com a segunda opção. Talvez porque esta já tenha diversos volumes, enquanto o autor de HOTD vem enrolando para dar continuidade ao mangá.
Além do mangá, em 2010 saiu uma adaptação animada, com um total de 12 episódios. Um OVA (Original Video Animation) também foi produzido em 2011.

Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

4 Comentários para “Tomo da Traça: Highschool of the Dead”

  1. Já assisti o anime, e o que tenho a dizer é que é o melhor anime estilo echio que tem, tem o apelo sexual na maioria das cenas, mas nada absurdo como temos alguns anime echio, recomendo que assistam.

    • Raphael Redfield disse:

      HUhaaa se é leve esse Echi, tenho medo dos mais pesados…rs sou da política que crianças assistem..rs

  2. SENPAI disse:

    o.O
    Muito FOD…, não so recomendo que e so me pedir que eu empresto, personagens muitos bons, a historia um clássico de zumbi, com um pequeno toque de colegial, mas muito bom, pra quem curte, zumbis, colegiais, esse e o anime, e por favor, a SAEKO BUSUJIMA e minha.
    ^^
    GRANDE ABRAÇO

    FUI…

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution