Análise: Mary e Max

Fala amigos, cá estou eu com mais uma animação. Uma em stop motion dessa vez para aqueles que são mais old school! Confiram, que vale a pena. Dá o play!

Ficha Básica
Direção:
Adam Elliot
Ano: 2010
Gênero: Drama / Comédia
Duração: 92 minutos
Censura: 12 anos

———
– Todas
as cenas do filme são marca registrada de seus proprietários.

Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

Sem comentários ainda para “Análise: Mary e Max”

  1. Júlia Veras disse:

    Putz!!!! Acabei de chegar do cinema para ver esse filme e fiquei incrível quando vi a tua análise, Diego (ainda estou cantando “Que será, será” – que cena fodaaa!!!!). Mary and Max é simplesmente lindo e acho que poucas obras que vi falaram de assuntos tão pesados de forma tão sensível como esse. As imagens são muito boas e os personagens são maravilhosos. Uma coisa curiosa é que, para mim, não dá para imaginar esses personagens feitos por atores de fato por que o filme perderia o seu encanto – principalmente no tocante ao papel de Max, que tem uma deficiência mental. Certas cenas, como as crises dele, feitas por pessoas mesmo ficariam muito chocantes. Por fim, repito que as cenas finais são inesquecíveis. Uma grande obra.

    Beijos!!!

    • Diego Flyfish disse:

      Hahaha eu também ando cantarolando essa música esses dias!

      E quanto aos personagens serem de carne e osso, eu até acho que funcionaria sim, Júlia. O próprio Fabuloso Destino de Amelie Poulain é meio dessa forma. Mas teria que ter um cuidado muito grande… Mas mesmo assim, eu ainda prefiro em animação mesmo, e essa em stop motion ficou em perfeita sintonia com a história.

  2. Júlia Veras disse:

    Rapaz, discordo na comparação, por que são filmes de temática bem diferentes, embora parecidos na sensibilidade. As cenas do mendigo, das crises, por exemplo, são muito fortes e acho que correriam o risco de ficarem um soco no estômago. Apesar de ser um filme de temática forte, é tudo muito sensível e isso se perderia em parte.

    Mas Diego, só não gostei mais da tua análise por que já tava pensando que seria minha próxima crítica quando Fábio precisasse se ausentar por conta da atribulada agenda acadêmica dele, hihihi.

    Beijos!!!

  3. Fábio Nazaré disse:

    😛

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution