Análise: Sobrenatural

Fala povo, hoje tem análise de um filme de terror legal para vocês. Dá o play!

Ficha Básica
Direção:
James Wan
Ano: 2011
Gênero: Terror/ Suspense
Duração: 103 minutos
Classificação Indicativa: 14 anos

Outros posts que você poderá gostar:
Análise de Arraste-me para o Inferno (por Diego Flyfish)
Análise de O Orfanato (por Diego Flyfish)

———
– Todas as cenas do filme são marca registrada de seus proprietários.

Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

9 Comentários para “Análise: Sobrenatural”

  1. Manu Agra disse:

    Muito boa análise. 😀
    To doida pra ver esse filme, todo lugar que eu vejo fala bem dele. Por isso queria um help, onde foi que tu assistiu? Se baixou me indica onde, pq eu já procurei e só tem qualidade ruim :/ Vlw

    • Diego Flyfish disse:

      Jamais baixo filmes, Manu. 😉
      Viagei para assistir Hahaha…

      Falando sério agora, tive que recorrer aos downloads sim. Aqui em Maceió não estreou ainda (a estréia oficial no Brasil foi 21 de abril e até agora nada por aqui).
      Porém não sei se tem arquivos em boa qualidade na net. Se você for mais exigente, acho que vai ter que esperar o filme chegar na cidade mesmo.

      • Manu Agra disse:

        Aff, como você é certinho Diego! kkkk

        Mas vlw, vou esperar mais um pouco então. Não lembro se já vi o “O Orfanato”, vou procurar pra assistir também. ^^

  2. hermes moura disse:

    acabei de ver o filme e to sem palavras…
    filmão mesmo, aliás, recomendo ver o filme com alguen junto.
    desse jeito parece que eu to querendo deixar o filme melhor do que ele é, mas realmente sou fã do genero e fazia muito tempo que nao via uma produção desse calibre, recomendadíssimo. como na analise o filme é bem no estilo old school o que faz ele ser ainda melhor, pois nao tem o recurso exagerado de efeitos muito mirabolantes.
    uma ótima dica de filme com sustos certos.

    ps.: apesar da historia ser passada atualmente desde o inicio o filme me deu a impressao de eu estar vendo uma historia um pouco antiga tipo anos 80, talvez pela escolha de cores do filme, se foi proposital (o que provavelmente é) é mais uma sacada muito boa do filme.

    • Diego Flyfish disse:

      Isso das cores é algo bem utilizado em filmes desse estilo. Já assistiu ao O Orfanato? Ele tem esse mesmo visual “descolorido”… Passa uma melancolia que reforça o suspense no filme.

      A propósito, esse Sobrenatural me lembrou muito O Orfanato… Até aquele grupo de “caça-fantasmas” que aparece em certo momento, tem nesse outro filme também de uma forma bem parecida. A diferença inicial é que o filho da família, em vez de entrar em um coma – como em Sobrenatural – ele simplesmente desaparece de uma forma misteriosa.

      Filme recomendado também para quem curte o gênero. =]

      • hermes moura disse:

        ja vi tanbem o orfanato e con certeza é uma otima pedida,
        nem tinha parado pra pensar, mas os dois filmes tem mesmo muito em comun. interessante é a questão da mudança nos filmes onde a primeira coisa que as familias fazem é se mudarem para outra casa, no caso do orfanato é um pouco diferente mas esse aspecto está la tb sem ter muito spoiler pra quem ainda nao viu os filmes… =]
        se agente pará um pouco pra relacionar os filmes do genero tem muito em comun sem ser cliches, acho que as vezes nao tem como fugir de certas “fórmulas”, como em outros gêneros tb. talvez se fugir muito descarateriza ou o público nao tem uma imersão muito boa na história.

  3. Manu Agra disse:

    Aliás, gostei desse negócio de poder responder aos comentários diretamente. 😀

    • Diego Flyfish disse:

      Nossa, tem bem uns 6 meses que estamos com esse sistema de comentários, menina. Só notou agora? xD
      Eu quero parar de te chamar de broca, mas você provoca! Hehehe

      De qualquer forma, bom que gostou. =]

      bjs

      • Manu Agra disse:

        kkkk… Claro que não né, mas só precisei usar agora e resolvi elogiar. Não me chame de broca! >(

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution