Análise: Como Treinar o Seu Dragão

Mais uma ótima animação na análise de hoje. Dá o play, traça!

Ficha Básica
Direção:
Dean DeBlois e Chris Sanders
Ano: 2010
Gênero: Aventura / Fantasia
Duração: 98 minutos
Classificação Indicativa: Livre

Gostou? Compre esse filme!

Veja também:
Análise de O Gigante de Ferro (por Diego Flyfish)

———
– Todas
as cenas do filme são marca registrada de seus proprietários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

6 Comentários para “Análise: Como Treinar o Seu Dragão”

  1. Lars disse:

    Aee
    Excelente análise Flyfish, me fez querer ir atrás das anteriores agora.
    Bom, vale a pena comentar que a qualidade da animação deu um pulo grande em relação ao filme anterior da DreamWorks né, e explorar a temática viking foi bem original, na minha opinião.
    Me impressionei com a preocupação que tiveram com pequenos itens, não consegui parar de ficar olhando para os livros que apareciam no filme, o carvão usado pelo personagem para escrever, tudo moldado com perfeição.
    Acho que esse filme tornou-se minha animação 3D favorita, se eu não levar em conta os Toy Story, mas a unica coisa que não gostei foi o dragão apresentar características de gato, se minha memória não falha…
    Abraços

    • Diego Flyfish disse:

      Fala, brother. Bom que curtiu. Verdade isso que você falou, acho que de todos os dragões que aparecem no filme, o do moleque lá é um dos que menos “parece” um dragão. É uma mistura de gato com lagartixa, com asas.

      Eu não tinha visto praticamente nada do filme (trailers ou fotos), então ainda não sabia como ele era. Me surpreendi, mas não cheguei a me incomodar tanto com a aparência do bicho, mas eu pensava que seria algo mais monstruoso pelo suspense que o pessoal do vilarejo fazia.

      Não que seja um erro, já que ninguém nunca tinha visto um daquela espécie e sobrevivido antes.

      Abraços

      • Lars disse:

        É verdade, o dragão principal é o que menos parece um dragão hahah e não que isso seja um erro né, não me incomodo com a aparência dele, me referi ao modo de agir, porém eu lembro que essas partes eram as que mais faziam sucesso com as crianças na sala do cinema em que fui, elas gostavam do dragão quando ele parecia um animal de estimação, acredito que seja até o objetivo dele ter sido feito assim.
        Falow

  2. neto disse:

    — SPOILER —

    Não so muito de assistir filme infantil, mais esse ai eu assisti e gostei ele e bem trabalhado, mais aquela parte que o garoto perde o pé ficou meio pesada para as crianças, acho que eles queriam passar alguma mensagem para as crianças que sofreram acidente ou que estão com doenças serias, tipo: ”você pode estar mal, mais tudo vai passar” ou algo assim.

    O Dragão principal tá mais pra Morcego do que pra dragão kkk…

    • Diego Flyfish disse:

      — SPOILER —

      Sério, velho? Eu achei muito bom aquilo… Não imaginava que veria algo assim em um filme infantil, do protagonista perdendo um membro. Ainda mais sendo uma criança. Mas no filme acho que isso não ficou pesado. Principalmente porque o garoto, quando vê que todos estão bem, dá pouca importância para o problema.

      Para mim aquilo foi mais uma mensagem de que algumas vezes é preciso fazer sacrifícios para atingir algo maior.

  3. Edivaldo Calabrezi disse:

    O melhor DreamWorks de todos os tempos! E é comovente ver a DreamWorks procurando cada vez mais se aproximar da Pixar!

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution