Análise: Quem Quer Ser um Milionário?

Flyfish pergunta: quem de vocês quer ser um milionário? Eu quero! Confiram as minhas impressões  sobre esse filme logo abaixo!

Por que você deve assistir a esta análise?
A)
Porque esse filme ganhou vários prêmios.
B)
Porque Jamal é o rei da dança.
C)
Porque adorei a novela da Globo.
D)
É o meu destino!

Ficha Básica
Direção:
Danny Boyle
Ano: 2008
Gênero: Drama
Duração: 120 minutos
Classificação Indicativa: 16 anos

———
– Todas
as cenas do filme são marca registrada de seus proprietários.

Photobucket

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

5 Comentários para “Análise: Quem Quer Ser um Milionário?”

  1. Tarta disse:

    Realmente só ouvi falar desse filme na época que ele foi premiado.

    Apesar disso não tive curiosidade de assistir. Quem sabe por não ter assitido um trailer como esse da analise e também, por pensar que seria um filme no estilo Caçador de Pipas do qual eu não gostei.

    Em resumo agora fiquei curioso em relação ao filme, e se o estilo for mesmo parecido com Profissão de risco e Meu nome não é Johnny é bem provavel que eu goste.

    flw gaveteiros

  2. Júlia Veras disse:

    Bacana a escolha do filme. De fato, quando assisti a “Quem…”, me impressionou como um recurso narrativo simples como a pergunta inicial foi tão bem utilizado e garantiu uma competente amarração do roteiro. Desde o começo você já sabe o final, mas isso não diminui um grama da sua atenção. Também é interessante o equilíbrio entre o trágico – a cena do garoto sendo “transformado” em cantor (quem viu vai entender) me fez passar mal – e alguns momentos engraçados. As crianças estão perfeitas, a história de amor é linda e o jovem Jamal trabalhou muito bem.
    Embora já seja um clichê rasgado falar disso, não há como não lembrar da semelhança estética e técnica do filme com “Cidade de Deus”, como as cores quentes da fotografia, o ritmo videoclíptico, as perseguições e até a cena com a galinha – além disso, particularmente, Salim me lembra muito o personagem de Zé Pequeno. Em uma comparação entre os dois, há quem critique Boyle por não fazer uma análise da situação social retratada, apenas mostrar a miséria como pano de fundo para um conto de fadas. De fato, isso é verdade. Mas nesse caso, não vejo demérito. O filme é clássico melodrama bem feito – um espetáculo para os sentidos – e isso definitivamente não é coisa fácil.

    Só um coração de pedra não se emociona no final (rs!). E a cena da dança é óoootima!!!

    Para variar, falei muito =P

    =*

  3. Flyfish disse:

    Que raiva! Tava escrevendo um comentário gigante e deletei aqui sem querer… ¬¬’

    Bem, acho até que a comparação com Cidade de Deus da Júlia foi mais feliz do que a minha com os filmes Profissão de Risco e Meu Nome Não é Johnny. Realmente o Salim lembra muito o Zé Pequeno, apesar que acho a “maldade” de Salim justificável. Em alguns momentos do filme ele demonstra uma certa fraqueza emocional (como naquele momento em que ele e Jamal estão embaixo de chuva). Ser “mau” foi meio que uma forma que ele encontrou de lutar contra as dores da vida.

    Ah e a dacinha do final realmente é fod*! No maior estilo “Rivaldo Sai Desse Lago”! Hahaha

    Pra quem não conhece, é disso que tou falando:
    http://www.youtube.com/watch?v=SxVCFGrNHWc

  4. Tarta disse:

    ahuahiuahiaua Rivaldo sai desse lago é bom, mas o Golimar é bem melhor Mhauahiahuaihuiahaihaihaiha

  5. Manu Agra disse:

    Eu adoreii esse filme!! É de se emocionar mesmo!

    Não tinha visto esse video ai do Rivaldo sai desse lago.. muito bom! haushaushausa

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution