Análise: Baldur’s Gate II – Shadows of Amn (PC)

Você é uma daquelas pessoas que sempre quis jogar “RPG de mesa”, mas nunca teve um grupo para te acompanhar ou alguém pra te ensinar? Seus problemas acabaram! Apresento a vocês um dos jogos que mais conseguiram  me transmitir a experiência de se jogar um bom RPG de verdade! Dá o play que a aventura vai começar (tou quase conseguindo escutar o mestre falando)

Ficha Básica
Produtora:
BioWare
Ano: 2000
Gênero: RPG
Jogadores: Até 6 jogadores online.
Classificação Indicativa: 12 anos.

———
– Todas
as cenas do jogo são marca registrada de seus proprietários.

Photobucket

Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

14 Comentários para “Análise: Baldur’s Gate II – Shadows of Amn (PC)”

  1. Diego Flyfish disse:

    Ah, já ia me esquecendo!

    O jogo é originalmente em inglês. Essa tradução para PT-BR que aparece nos vídeos da análise não é oficial, porém beira a perfeição. Foi feita por Fábio Ribeiro e você pode encontrá-la no link: http://www.balduran.com.br/index.php?page=dltraducoes-baldursgate2

    A propósito, esse site é muito bom. Lá tem várias informações sobre Baldur’s Gate II e outros jogos da mesma linha. http://www.balduran.com.br/

  2. Vivi disse:

    Gostei mto da análise, tô viciada nesse jogo XD

  3. Tarta disse:

    Realmente uma otima analise Fly. Acho que vou deixar meu console parado um tempo e vou jogar esse jogo tb.

    Você citou algo que aconteceu comigo. Tinha um amigo meu que era viciado no primeiro Baldur´s Gate e ele me falou muito bem do jogo e até citou essa interação entre os personagens de personalidades diferentes.

    Até que recordo que ele me contou que um dos personagens tinha uma espada mágica que falava e vivia em conflito com o seu portador. Muito Hilario.

    Só que nunca tinha tido a oportunidade de jogar e naquela epoca.

    Por fim numa outra epoca que jogava pokemon no emulador do GBA, eu vi que tinha uma Rom do Baldur´s Gate baixei pra conferir e não tinha nada a ver com o que ele tinha me dito. Dai Acabei abandonando. Mas vou tentar um download desse game.

    Creio que é como voce falou mesmo. Os jogo da Square são muito bons, mas alem do sistema de batalhas proprio deles, eles não adotam um enredo Medieval Classico desde o Final Fantasy III.

    O que me parece que nesse game o jogador controla um grupo como o do saudoso jogo Comandos, só que com a diferença de ter um mapa aberto e seus personagens evoluirem de acordo com a historia.

    abç

    • Diego Flyfish disse:

      Isso, velho… Até lembra Commandos ligeiramente porque cada personagem costuma ter uma função. O ladrão que não é muito bom de combate, por outro lado, é essencial nas masmorras por limpar o caminho das armadilhas e portas trancadas.

      Recomendo você dá uma chance ao jogo. Ele é foda.

  4. Apreda disse:

    ?Aff esse jogo e muito dificílimo de encontra to a 2 dia caçando e nada
    Boa análise

  5. Squall disse:

    Bem q vcs poderiam fazer uma analise, sobre o Star Wars Online q saio o Beta dele

  6. Kodama disse:

    Pooo, que massa esse game hein? Eu joguei muito o Baldurs Gate do PS2, que era menos RPG e muito mais Hack`n Slash (acho que por isso minha esposa gostava tanto dele, ficavamos ates as 5 da manha jogando). Esse do PC parece bem mais… digamos, complexo. Bacana!!

  7. Leo da Matta disse:

    Fui apresentado a esse jogo por um amigo viciado (que inclusive fez essa análise hehe) e viciei instantaneamente… o jogo tem uma trama principal, mas é impossível não querer fazer as sidequests (que dão ao jogo uma dimensão gigantesca).
    Além disso, o relacionamento entre personagens (que vai da guerra declarada ao romance) é algo interessantíssimo, que faz com que o jogador queira ter uma boa reputação, para manter aquele guerreiro nobre na equipe, mas não queira perder o mago ‘evil’ por isso.
    BG2 é simplesmente o melhor jogo RPG que existe, e a sua ‘fórmula’ fez tanto se repete até hoje em jogos da Bioware, como Dragon Age (que conta até com uma certa Edwina..).
    Enfim, parabéns pela análise, tanto pela qualidade dela como pelo jogo escolhido…obra prima para os amantes de RPG!

  8. Leo da Matta disse:

    lembrando que a expansão Throne of Bhaal também é mto foda!

  9. Lucas disse:

    taí … não consigo gostar desse jogo xD
    todo mundo gosta, conheço ele de 1998, quando meu irmão começou a jogar, todo rpgista queria jogar, quando eu pude jogar, não achei nada de mais xD
    talvez eu seja de outra geração de jogos, mas neverwinter é muito melhor, pelo menos eu prefiro os rpgs de ação do que os de estratégia

    • Diego Flyfish disse:

      Rapaz, o seu problema com Baldur’s Gate é o meu com Neverwinter Hahaha

      Também não consigo gostar daquele jogo. Achei a criação do personagem bem detalhada que é algo que adoro, mas o jogo em sí achei meio travado, aí acabei largando mão. Talvez um dia eu dê uma nova chance pra ele, já que tanta gente fala tão bem.

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution