GavetaGrid – A nova cara da Fórmula 1

Olá traças amantes da velocidade! Aqui é o Igor e viemos com a pretensão de abraçar aqui os nerds amantes da velocidade, especialmente os aficionados pela Fórmula 1. Pois bem crianças, a temporada 2011 deste fantástico esporte começa no próximo mês, precisamente em 14/03, com a sua exibição habitual na tv aberta, porém trazendo várias novidades para esse ano, as quais comentaremos no decorrer das semanas seguintes.

Resumindo, esse esporte automobilístico evolve doze equipes atualmente (com dois carros cada), as quais competem entre si durante todo o ano (em 2011, em especial, serão dezenove Grande Prêmios – os chamados GP’s) pela conquistas de dois campeonatos distintos: um por equipe e construtores (onde há o somatório dos pontos obtidos pelos dois bólidos* de uma escuderia** em todas as corridas) e o de pilotos, o mais lembrado e disputado, que é a cereja no topo do sorvete que é a F-1.

Ou seja, em miúdos: em cada uma das dezenove provas que acontecerão durante este ano os pilotos somarão pontos proporcionais às posições de chegada de cada um (quanto melhor colocado, maior a sua pontuação) e é sagrado o campeão do mundo aquele que conseguir somar mais pontos na competição. O mesmo critério serve para as equipes, as quais somarão os pontos totais obtidos por ambos os seus carros, independentemente de quantos pilotos tenham corrido com as suas cores durante a temporada (isso mesmo, alguns times revezam pilotos no decorrer do campeonato).

Interessante é que veremos nada mais, nada menos do que cinco campeões mundiais de F-1 competido na maior categoria do automobilismo mundial, deixando a briga mais gostosa de se acompanhar. Somando-se os títulos obtidos na F-1 por Schumacher (equipe Mercedes), Alonso (Ferrari), Vettel (Red Bull), Hamilton e Button (ambos da McLaren), são doze campeonatos de história viva, ainda concorrendo nas pistas.

Fim de papo. Temos aqui a missão de comentar um pouco dos bastidores e curiosidades que circundam as equipes do grid***, as regras do esporte, os pilotos e principalmente as provas em si, sempre com o bom humor e sarcasmo que o selo de qualidade Gaveteiro traduz. Ah, as bizarrices não serão esquecidas!

Em 2011, o Brasil será lá representado pelo veterano Rubens Barrichello (equipe Williams) e por Felipe Massa (Ferrari). Ambos têm como meta pessoal um ano melhor do que fora o de 2010, já que o primeiro pilotou um carro mediano, sem qualquer perspectiva de vitória, e o segundo ficou na sombra de seu companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso. Finalmente, os brasileiros Bruno Senna (Lotus Renaut) e Luiz Razia (Force Índia) compõem os postos de pilotos reserva de suas respectivas equipes, mas novidades estão por vir em breve… Aguardem!

É isso aí… escolham seus personagens, equipem seus carros, tremulem as suas bandeiras porque a temporada de 2011 da F-1 está só começando… 3…, 2…, 1…, GO!!

Glossário do post:

*Bólido(s): são os carros, também chamados de monopostos.

– **Escuderia(s): é a equipe, também chamada de time ou grupo.

– ***Grid: é configuração da largada, ou seja, a união de todos os carros e equipes

Deixe um comentário, ou trackback para o seu site.

2 Comentários para “GavetaGrid – A nova cara da Fórmula 1”

  1. Fábio Nazaré disse:

    Monoposto? Essa é nova para mim…

  2. Wallach disse:

    Pra mim F1 perdeu a graça assim como o Campeonato Brasileiro de Futebol. Quando eu era menor eu adorava ver F1, no entanto hoje em dia acho tão sem sal que prefiro brincar com o meu antigo autorama UIESAUIHESA.

    Mesmo assim, parabéns pelo trabalho. Estão abrangindo uma grande área de assuntos variados, e isso atrai mais e mais pessoas. Rumo ao sucesso!

Comenta aí, traça!

Powered by WordPress | Free T-Mobile phones at BestInCellPhones.com. | Thanks to Verizon Wireless, Facebook Games and The diet solution